ARTESANATO E SERVIÇOS EM GERAL

Amigos,

Trabalhos como os que aqui exponho são feitos por mim e por outros profissionais companheiros meus...
Sempre estarei dispondo aqui artigos diversos com preços, contatos e informações, caso queiram adquiri-los.
Colocarei sempre artes e serviços com seus designados artesãos e profissionais.

PROCUREM-NOS !

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

CIÊNCIAS

O Cultivo de Bactérias em Laboratório

Em uma única gota de meio de cultura pode haver mais de 1 bilhão de bactérias da espécie Escherichia coli . Quando o meio é adequado e a temperatura situa-se em torno de 37ºC, essas bactérias se reproduzem a cada 20 minutos.

Nos laboratórios, E.coli é cultivada em meios de cultura que variam desde uma simples solução aquosa de sais e glicose, isto é, um meio mínimo, até soluções preparadas à base de extrato de carne ou de levedura (fermento de padaria), os chamados meios ricos.

Os sais usados na preparação do meio mínimo fornecem elementos essenciais, como nitrogênio, fósforo, enxofre, potássio, sódio e magnésio. A glicose, por sua vez, fornece carbono e energia para a bactéria.

A introdução de umas poucas bactérias em 1 ml de meio mínimo resulta, após 24 horas a 37ºC, em aproximadamente1 bilhão de bactérias. Elas podem se reproduzir ainda mais rapidamente se forem colocadas em um meio rico, onde já há substâncias prontas, tais como aminoácidos, por exemplo, que em meio mínimo têm de ser fabricadas a partir da glicose.

Antes de iniciar a cultura, os frascos ou tubos de vidro que contêm o meio nutritivo líquido são tampados com uma rolha de algodão e colocados em um aparelho chamado autoclave. Este é uma espécie de estufa, onde a água atinge cerca de 120ºC e o vapor cria uma pressão equivalente ao dobro da pressão atmosférica. A autoclavagem é necessária para destruir todas as formas de vida presentes no meio de cultura, esterilizando-o completamente.

Ao resfriar, o meio está pronto para ser inoculado com as bactérias que se deseja estudar. Uma pequena porção de bactérias é coletada com um fio de platina, previamente esterilizado por aquecimento no fogo, e colocada no líquido nutritivo. Ao abrir o frasco de meio, deve ter o cuidado de fazê-lo nas proximidades da chama de um bico de Bunsen, para evitar que microorganismos do ar contaminem a cultura.

O cultivo de bactérias também pode ser feito em meios sólidos. Estes contêm Agar, substância extraída de algas e que age como gelatina, fazendo o meio solidificar ao esfriar. Ao ser retirado da autoclave, o meio ainda quente é despejado em placas de Petri esterilizadas e com tampa. Uma gota contendo bactérias pode, então, ser espalhada sobre a superfície sólida do ágar, com os cuidados de praxe para evitar contaminação por microorganismos do ar.

Quando bem espalhadas na superfície do ágar, as bactérias inoculadas originam, em aproximadamente 24 horas, colônias isoladas de cerca de 10 milhões de indivíduos, todos exatamente iguais à bactéria original. Cada colônia é um clone. Em geral, as colônias de E. coli têm pouco mais de 1mm de diâmetro e são visíveis a olho nu.

Enviar um comentário